Gostaria de entender melhor aporte x valuation


#1

Olá, assisti no segundo episódio do seriado Silicon Valley da HBO que tentaram fazer um aporte grande na startup Pied Piper. E fiquei com uma dúvida. Neste episódio, após a Pied Piper vencer o evento da TechCrunch deixou vários investidores interessados no produto da startup e, com isso, vieram grandes propostas de investimento. Mas uma especialista alertou o pessoal da Pied Piper para não aceitar um aporte x valution grande. Pois se eles não cumprissem as metas, poderiam ter que entregar todo o negócio ao investidor. Assim sendo, vocês poderiam esclarecer melhor o que possivelmente estaria acontecendo? Minha Startup passou por alguns degraus do empreendedor “do livro Startup Weekend” e muito em breve podemos receber propostas deste género, seria muito legal se pudéssemos entender antecipadamente pra não cair neste acordo que pra mim, pareceu muito arriscado!


#2

Olá! @rodrigo!
Acho que a @Lvicente pode nos ajudar melhor. Mas acredito que seja para que não se troque as fatias da empresa por um capital, e esperar que a empresa cresça mais para conseguir um aporte maior… não?!


#3

Opa, tudo bem @dnegrisolli ?
Na verdade eu estou considerando ao contrário, onde um investidor ao perceber que seu negócio tem grande potencial de crescimento lhe oferece muito dinheiro mas, vincula este aporte grande a metas intangíveis. De forma que se você não conseguir atingi-las eles ficam com grande participação da sua startup. Isto também acontece devido ao erro de empreendedores traçarem metas exageradas (vendas de produtos que “pode” não acontecer). Por isso coloquei “aporte x valuation”. Quero entender esse tipo de negociação.


#4

Entendi. Também não sei como comentar essa parte, mas se fosse o meu caso, se as metas fossem de fato intangíveis, dinheiro nenhum vai fazer milagre…
Não conheço essa forma de rentabilização. O que eu conheço é acesso da empresa em partes VS valor investido, ou partes da empresa que são oferecidos pelo aporte.


#5

Só pra completar, o investidor coloca por exemplo 1 milhão de reais mas espera que dentro de 6 meses sua empresa tenha uma valuation de 500 milhões, entendeu? E você na vontade louca de “pegar” dinheiro (até pela situação atual da economia brasileira) cai nesta tentação. Com o passar do tempo você não atinge suas metas, sua empresa não chega a este valor de mercado e você perde o que conquistou. É isso que eu quero entender, sobre este tipo de negociação, como se chama, como é utilizado no meio.


#6

Ah, entendi. vamos esperar a @Lvicente comentar :wink:


#7

Ok, obrigado por interagir e ajudar. abraço.


#8

Olá Rodrigo, acho muito interessante assistir a todas as mentorias (umas 11h de vídeo… rs), pois vale muito a pena.
Em quase metade das mentorias eles tratam aspectos de investimentos, joint ventures, anjos, porcentagem x cotas, nas ultimas mentorias vai ser tratado justamente a sua colocação.
Como é muito tempo de mentoria, e meu tempo é diamante! Eu baixei todas no celular e ouvi em uma semana enquanto dirigia(que já é um hábito para render melhor o tempo ao volante, recomendo este hábito a todos).
Diretamente sobre sua pergunta, esta situação toda deve ser prevista e tratada no seu estatuto/contrato social, onde se definirá forma de investimento, participação, etc… E até mesmo a forma de devolver o dinheiro ao investidor caso o negócio não vire conforme o modelo financeiro/negócio e outros.
É exatamente por isto que você precisa de um excelente advogado (com conhecimento em sociedade/empresarial), se o investidor for mal intencionado e/ou você inocente, ele amarra seu negócio de tal forma que ele não será seu em curto ou médio prazo, igual ao fato da série da HBO citada.
A série é uma aula de empreendedorismo de certa forma, fantástica e divertida, mas exagerada em alguns aspectos, e realista em outras como o audacioso e muitas vezes forçado “vamos mudar o mundo!”.
Reiterando o que vi nas mentorias, O investidor não é bobo, se ele chegou a este nível, ele sabe o que quer e também sabe os riscos do negócio… e na maioria das vezes melhor que nós mesmos. A sacada é tudo estar transparente e previsto desde o início.

Vi seu comentário e comprei o livro Startup Weekend(obrigado), muito bomm! comprei ontem, penso que seria interessante a galera da Academy criar um tópico específico(ou genérico) para dicas dos membros da academy, para assim compartilharmos idéias, ferramentas, livros, artigos e outras coisas mais…

Vi sua startup, achei muito legal e como um um bom e velho arquiteto de software, fiquei curioso com o algoritmo por trás de sua idéia kkkk, abraços e muito sucesso!!!


#9

Olá @rodrigo!
Qual é sua startup?
abraços


#10

@rodrigo, @dnegrisolli e @ceo, obrigada a todos pela participação no fórum.

É muito bom ver vocês interagindo por aqui e trazendo novas dúvidas.

Pedi ao @Aamaral (Antonio Amaral - Gestor do Portfólio da 21212 e responsável por relacionamento com Investidor na 21212) para responder aqui as dúvidas de vocês.

Aproveito para convidá-los para mentoria de amanhã que será com o Antonio e com o empreendedor e investidor Fernando Campos. Enviem suas dúvidas aqui pelo fórum.


#11

@dnegrisolli @ceo @Lvicente, em primeiro lugar gostaria de agradecer a todos pelos feedbacks.

@dnegrisolli - Minha startup é a Tech4Safe - Security Technologies LLC - www.tech4safe.net (Constituída na FLORIDA - EUA).

Estamos nos últimos ajustes para entrar em operação no mês de maio de 2015.

Passamos durante 1 ano por várias ETAPAS conhecidas (referencia aos degraus do empreendedor do livro “Startup Weekend”) e como estamos atravessando rodadas de investimento, me preocupou o fato ocorrido na série “Silicon Valley” da HBO, onde o investidor faz um aporte muito grande e espera uma valuation inatingível da startup, e por sua vez, atrela isso como meta para conseguir adquirir 100% da startup por não cumprimento da mesma.

@ceo quanto a tecnologia, posso lhe garantir que não reinventamos a roda, porém, criamos uma rede segura privada dentro da internet baseada num conceito totalmente inovador e garantido pois, temos advogados no grupo de acionistas que nos orientaram de forma correta e blindamos nosso negócio com o registro de patentes nacionais.

@Lvicente com certeza farei esforços para participar da mentoria hoje. Inclusive se pudesse interagir ao vivo com os mestres que farão a mentoria ficarei honrado.

Abraço,


#12

@rodrigo muito prazer, sua dúvida é bastante pertinente!
Essa situação retratada na série da HBO, Silicon Valley demonstra os cuidados que o empreendedor deve ter ao negociar um aporte com investidores. Como você sabe, calcular o valuation de startups é algo extremamente subjetivo. Como em geral as empresas não tem histórico de faturamento e, ao mesmo tempo, existem muitas incertezas em relação ao sucesso do negócio, é inviável realizar uma das metodologia mais conservadoras de avaliação: calcular o valor a partir do fluxo de caixa descontado.
Apesar de existirem outros métodos como calcular múltiplo de EBITDA ou outras avaliações mais heterodoxas, a realidade é que cada investidor vai calcular da sua própria forma o valuation da empresa.
Sendo assim, é possível dizer que cada empresa provavelmente terá três tipos de avaliação: a do investidor, a do empreendedor e a mais justa, que normalmente representa o meio termo das duas anteriores.
No caso da série, o empreendedor que aconselhou a Pied Piper teria aproveitado as dificuldades em calcular o valor da sua empresa e conseguiu negociar um valor muito superior ao que ela realmente valia. Como a empresa ainda estava em um estágio muito inicial, havia muitas barreiras a serem enfrentadas. Pouco tempo depois, após a empresa precisar levantar um novo round, foi possível perceber que os resultados que a empresa vinha apresentado não estavam condizentes com o preço que havia sido pago. Consequentemente, o novo aporte foi calculado em um valuation muito menor, o que colocou em xeque a capacidade de execução do CEO/empreendedor, que além de ter sido significativamente diluído, perdeu o controle da empresa e foi demitido.
Em outras palavras, é como se uma empresa que valesse 1 conseguisse um valuation de 10, prometendo alcançar 15 em pouco tempo. Quando ela foi buscar mais dinheiro, os investidores perceberam que ela na verdade estava valendo muito menos que 10 e que o 15 era irreal.
Vocês poderam encontrar nos cursos da @Natalie_Witte que existem diversas cláusulas como tag along, drag along e outros conceitos que podem fazer muita diferença em situações como essas!
Nos vemos na mentoria logo mais e será um prazer tirar mais dúvidas!


#13

Adorei! parabéns! Vamos nos falando.


#14

Prezado @Aamaral, excelente explicação.

Entendi perfeitamente e agradeço a indicação para cláusulas como “tag along” e “drag along”, apesar de conhece-las.

Gostaria de aproveitar e agradecer a toda 21212 academy, assisti todos os vídeos, excepcionais sem dúvida (me ajudaram e continuarão ajudando sempre!).

Assistir SEMPRE, REPETIDAS VEZES, deve ser um hábito de todos os empreendedores, uma vez que possuem muito conteúdo IMPORTANTE.

Aproveito para deixar uma DICA! Catalogar os vídeos com TAGS de assuntos específicos (na maioria dos cursos, existem chamadas importantíssimas de assuntos muito explorados para a vida de uma startup) e poder ouvir “de forma rápida” estes trechos sempre que precisar é muito bom!

Quanto a livros, caso seja criado um tópico, terei prazer em contribuir com literaturas que venho acompanhando. Inclusive algumas que mostram a luta de CEO’s para manter seu negócio e outras que apresentam as tecnologias do futuro, além de detalhes dos grandes players de mercado.

Abraço e até a noite!


#15

Cara, posta aí em “Uncategorized” enquanto o pessoal não avalia isso, a galera aqui vai apreciar… :wink:


#16

Ótimas dicas @rodrigo e @ceo. @Lvicente vamos fazer isso!


#17

@ceo uma vez que esse tópico não existe e depende da sua criação, fiz 14 indicações de literatura na minha timeline no twitter, se puder verificar lá - @rlinux , espero estar contribuindo!!!


#18

@ceo @dnegrisolli @rodrigo @Aamaral acabamos de discutir aqui as sugestões de vocês. Vamos fazer essa parte para indicações de livros.

Já a parte de tag nos vídeos, vamos analisar como fazer, mas concordamos que isso é importante.

Obrigada pessoal!


#19

Obrigado @rodrigo !
Muito obrigado por compartilhar seus conhecimentos/fontes!!!
Nota 10, ótimas recomendações!


#20

acabei de assistir a mentoria do @Aamaral com o Fernando Campos, infelizmente não pude assistir em tempo real mas não poderia deixar de conferir.

Gostei muito da analogia apresentada entre o ecossistema americano e o nacional.

A forma correta de abordar os investidores também foi muito importante e esclarecedora pois, percebi que cometi alguns erros “clássicos” na busca por investimento e sinto-me muito mais preparado agora.

Parabéns!!!